diego_mendes_sousa@hotmail.com|Envie uma mensagem|Saiba mais



Blog de artes

PROMOTOR DE ALQUIMIAS - Poema de Diego Mendes Sousa

PROMOTOR DE ALQUIMIAS

 

Com medo do luar feiticeiro e inquisitivo,

Por: artes

DEFENSOR DE PROFECIAS - Poema de Diego Mendes Sousa

DEFENSOR DE PROFECIAS

 

 

Somos a parte obscura

Por: artes

Casidas de Carlos Nejar (1939-) - Um Amor Desabitado

O Poeta Nacional Carlos Nejar dedilhou qasidas - uma suave, sonora e alegre composição poética da cultura árabe - que habitam as luzes, o fogo, o vento, as flores, o amor, a alma e também Deus.

Por: artes

PROCURADOR DE ENIGMAS - Poema de Diego Mendes Sousa

PROCURADOR DE ENIGMAS

 

Parei o tempo.

Por: artes

Dormindo no Verbo (2016) - Alexandra Vieira de Almeida (1976-)

A poesia de Alexandra Vieira de Almeida é um painel temático dos múltiplos vitrais da sonolência, mas o livro DORMINDO NO VERBO (2016) é um paradoxo em queimada de versos duros, pois alimenta a ação da palavra, pelo lume do estado criativo, movid

Por: artes

TINTEIROS DO ESCURO MERGULHO - Poema de Diego Mendes Sousa

TINTEIROS DO ESCURO MERGULHO

 

 

 

Minha infância

Por: artes
Por: artes

MÍNIMAS (2016) - Contos Espirituosos de Astrid Cabral (1936-)

Quando mocinha formosa, Astrid Cabral inaugurou a sua carreira literária com o livro de contos ALAMEDA (1963), de tom diverso (denso) e oposto, povoado de natureza, das personagens imaginárias ou inanimadas, deste compêndio que a autora manauara

Por: artes

O Coração dos Outros - O Belo Sangue de Celso de Alencar (1949-)

O Coração dos Outros (2014), de Celso de Alencar, jorra sangue de beleza e nomeia pássaros da solidão.

Por: artes

Sete músicas de José Inácio Vieira de Melo e um Galope Agreste

A literatura de José Inácio Vieira de Melo é música desde o galope da sua original lira agreste.

Por: artes