Troféu Rio 2016 da UBE-RJ - Votação Aberta

Ficcionista Godofredo de Oliveira Neto é um dos indicados ao Troféu Rio 2016 da UBE-RJ

O TROFÉU RIO da UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES do Rio de Janeiro é ofertado à intelectual/entidade que tenha ativa participação na cultura brasileira. A escolha do agraciado é realizada por votação de escritores brasileiros.

A artista plástica Dorée Camargo fez a concepção da escultura para o troféu.

Os vencedores do Troféu Rio UBE RJ são:


1 Nelly Novaes Coelho - Personalidade Cultura 2003;

2 Casa de Cultura Rui Barbosa - Personalidade Cultural 2004;

3 Museu do Folclore Edson Carneiro - Personalidade Cultural 2005;

4 Carlos Lessa - Personalidade Cultural 2006;


5 Ferreira Gullar - Personalidade Cultural 2007;

6 Gilberto Mendonça Teles - Personalidade Cultural 2008;

7 Cleonice Berardinelli - Personalidade Cultural 2009;

8 Ruy Castro - Personalidade Cultural 2010;

9 Ana Maria Machado - Personalidade Cultural 2011;


10 Astrid Cabral - Personalidade Cultural 2012;

11 Stella Leonardos - Personalidade Cultural 2013;

12 José Arthur Rios - Personalidade Cultural 2014;


13 Domício Proença Filho - Personalidade Cultural 2015.

Este ano os indicados são:
 

a mineira Andréia Donadon Leal,
 
=================================
 
o catarinense Godofredo de Oliveira Neto
 
 
==============
 
 
 
e o carioca Marcus Vinicius Quiroga.
 
 
===========


A entrega do Troféu Rio UBE RJ 2016 será no dia 20 de Julho, na SNA, às 16:00h.

Em julho, venha prestigiar a nossa festa.
 
 
=======================
 
Envie o seu voto para o e-mail:
 
<trofeuriouberj.2016@gmail.com>
 
 
 
========
 
 

 

Iniciamos este mês a eleição para o Troféu Rio UBE RJ 2016.
 
Ele é oferecido em homenagem aos mais respeitados intelectuais da Literatura Brasileira. Para escolher a homenagem, a diretoria da UBE RJ seleciona apenas três a cada ano. A votação é solicitada aos escritores brasileiros por e-mail, correios e voto em papel, aos sócios da UBE RJ e representantes de diversas Instituições Culturais.
 
A Diretoria apura o escrutínio e em 5 de julho será divulgado vencedor, que será entregue em 20 de julho na solenidade da UBE RJ, na SNA.
 
Em andamento, estamos desenvolvendo várias atividades onde pedimos a participação dos nossos queridos sócios e amigos.
 
Contamos com todos para que nossos trabalhos continuem frutificando e ampliando nossas relações de amor com a literatura.
 
Sempre em frente, a avidez das nossas penas precisam expressar a formação das letras em pleno voo!
 
Comissão de redação

 

==============
 

Envie o seu voto.

                                                                                                                                 

INDICADOS:

 

Andreia Donadon Leal - Natural de Itabira – MG; vive há 14 anos em Mariana (MG), sendo Cidadã Honorária Especial. Formada em Letras pela UFOP, Especialista em Artes Visuais: cultura e criação; Mestre em Literatura, pela UFV, Doutora Honoris Causa pelo Centro de Estudos Ibero-americanos - Roraima. É  membro titular da Academia Municipalista de Letras Minas Gerais; Benemérita da AFEMIL, Correspondente da Academia de Letras e Artes de Portugal e da UBE-RJ. Presidente fundadora da ALACIB  da ABRAAI (Academia Brasileira de Autores Aldravianistas Infantojuvenil). Fundadora da Sociedade Brasileira dos Poetas Aldravianistas, com participação de mais de 100 escritores. Idealizadora e coordenadora de projetos de leitura, produção poética e acesso aos livros: Poesia bate à sua porta (vencedor do VivaLeitura/Mec/Minc – Menção Honrosa na FNLIJ) e Democratizando a Produção Poética na Rede de Ensino, em escolas públicas de: Mariana, Santa Bárbara, Itabira, Santos Dumont, Blumenau. Escritora e artista do Movimento Mineiro de Arte Aldravista; criadora da aldravia, exportando a forma poética para 6 países. No Brasil há escritores em todos os estados produzindo aldravias. O site Recanto das Letras registra mais de 14.000 publicações. Autora de 15 livros (poesia, conto, dissertação, crônica, infantojuvenil). Cronista no Jornal Ponto Final e Colaboradora do Jornal Linguagem Viva. Entre outras condecorações, recebeu: Medalha da Inconfidência, Medalha Universidade Federal de Ouro Preto, Medalha da Universidade Lusófona de Ciências e Tecnologia (Lisboa);  Medalha Antonio Olinto da UBE-RJ, pela qualidade da obra literária e o Prêmio Olavo Bilac pela aldravia. Homenageada, na V Bienal do Livro de MG. É proprietária do espaço cultural “Casa da Arte Aldravista e do Projeto poesia bate à sua porta”, com acervo de 13.200 livros, pufs, 200 obras de arte, para visitação, aulas, leituras. Distribuiu gratuitamente 41.000 livros em 12 estados brasileiros, especialmente em bairros periféricos, distritos e regiões quilombolas.



 

Godofredo de Oliveira Neto - Blumenau, é um escritor e professor universitário brasileiro, formado em Letras e Altos Estudos Internacionais pela Sorbonne. Atua, como docente, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) desde 1980. É Membro Titular da cadeira "Barão do Rio Branco" da Academia Carioca de Letras , Membro do Pen Clube do Brasil, da Academia Europeia de Ciências, Letras e Artes (Embaixador para a América Latina) e do Conselho de Cultura do Estado do Rio de Janeiro. Entre outras condecorações, recebeu a  Medalha Euclides da Cunha  da  Academia Brasileira de Letras e a Medalha Cruz e Sousa do Estado de Santa Catarina. O escritor dirigiu o departamento de Ensino Superior do Ministério da Educação do Brasil (MEC) entre 2002 e 2005 e foi pró-reitor da UFRJ entre 1990 e 1994.  É autor de romances, como "O Bruxo do Contestado" (1996), revelação do ano pela Folha de S.Paulo e revista Veja , e "Amores Exilados" (2011), aclamado pela crítica como importante livro sobre os exilados políticos durante o regime militar no Brasil. Seu livro infantil "Ana e a Margem do Rio" (2002) recebeu o selo de altamente recomendável da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil . Outros livros importantes do escritor são "Oleg e os Clones" (1999), "Menino Oculto" (2005), segundo lugar no 48º Prêmio Jabuti , e "Marcelino" (2008)  . Em 2013 foi lançado seu romance, "A Ficcionista"; Seus romances "O amante", "O Amante da China do Norte" e o mais recente “O Grito”. 



Marcus Vinicius Quiroga - Carioca, é contista, crítico, ensaísta e, principalmente, poeta. Pertence à ACL, ao PEN Clube, à UBE RJ e SEERJ. Formado em Letras (UERJ), com Mestrado em Comunicação, Doutorado em Literatura Brasileira e Comunicação pela UFRJ. Colaborou com o Suplemento Literário Ideias do Jornal do Brasil, publicando ensaios e resenhas, bem como nos jornais RIOLETRAS, Poesia Viva, Panorama, revista da ABL, da UBE RJ e da UAPê. Publicou também poemas, contos e artigos em diversas revistas e antologias, como Poesia Sempre, Revista da ABL, Santa Poesia e Poesia Carioca. Tem militado nos eventos poéticos da cidade, como do Forum de Poesia da UFRJ, e atualmente ministra cursos de poesia contemporânea e de oficina literária. Tem 23 livros publicados, que receberam inúmeros prêmios, com destaque para O xadrez e as palavras e O jardim das delícias, contemplados com o Jabuti. Seus últimos lançamentos foram Um trem para Brodowski, com imagens dos quadros de Portinari,  Fazer-se Frida, prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura de 2015, e Elogio do Carvão, prêmio Nacional de Literatura da Companhia Editora de Pernambuco em 2015. LIVROS PUBLICADOS Poesia: Manual de instruções para cegos. Prêmio Cidade de Juiz de Fora, referência especial; Modus vivendi. Prêmio Fábrica de Livros I; Campo de trigo maduro. Prêmio da Fundação Biblioteca Nacional; O cinematógrafo. Prêmio UBE SP. Scortecci; Vida, a respeito de. Prêmio Livraria Asabeça-Scortecci; Passaporte para o país das palavras. Prêmio Fábrica de Livros II e Afonso Félix da UBE RJ; O xadrez e as palavras. Prêmio Jabuti da CBL e Paulo Mendes Campos da UBE RJ; A língua dos desertos. Prêmio cidade do Recife. Menção honrosa e Prêmio Paulo Mendes Campos UBE RJ; Autoestrada para Tebas. Prêmio da Fundação Biblioteca Nacional. Composições em preto e branco. Menção honrosa do Prêmio Academia Mineira de Letras. 50 poemas escolhidas pelo autor. Editora Galo Branco; Gullar Gullar. Prêmio Biblioteca Nacional, 2º lugar; Máquinas na Pista. Prêmio Pizarro Drummond da UBE RJ; Poemas não usam soco inglês. Prêmio Cidade de Juiz de Fora. Menção honrosa. Elogio do Carvão, que já venceu o Jabuti; Fazer-se Frida. 1º lugar- livro de poesia UBE RJ 2015; Um trem para Brodowsky, com imagens dos quadros de Candido Portinari.


============

 

Minuta de Diego Mendes Sousa

Com informações da UBE-RJ

Por: artes