ENCANTARIA - Poema de Diego Mendes Sousa

Lagoa do Portinho da Parnaíba, terra natal do Poeta Diego Mendes Sousa

Resultado de imagem para lagoa do portinho

(Lagoa do Portinho da Parnaíba, litoral do Piauí)

 

====

 

XI LÍRICA –

ENCANTARIA

 

====

 

Olha só!

Em um sonho

de chuvas

que foram

choros da paixão

de uma índia

aprisionada

na escuridão

das noites

e no clarão

dos dias,

talvez,

eu encantaria

com canções

as sereias

de um deus

que movem

as dunas mornas

da lagoa do pequeno porto,

onde as piranhas devoraram

os dedos da minha irmã!

 

========

 

Imagem relacionada

(Lagoa do Portinho da Parnaíba)

 

=========

 

Magia

que ousaria

tornar real

para que

o avanço

das areias

finíssimas

tardassem

a dividir

dois países

litorâneos

e fossem

também

os mistérios

que sopram

fortíssimos

quais os ventos

de brisa

do meu terral

 

=========

 

 

Imagem relacionada

(Carnaúbas na Lagoa do Portinho da Parnaíba)

 

=========

 

Dirás:

É São Sebastião!

 

Digo:

 

Não,

é a cunhã Macyrajara

- peixão de cabelos azuis,

a jovem amada por Ubitã!

 

 

====

 

Resultado de imagem para lagoa do portinho

(Lagoa do Portinho da Parnaíba)

 

=======

 

(pois assim quero imaginar

essa estória de amorrivais,

que brotou um rio de dor

nas costas largas da Parnaíba!)

 

Encantado, fui!

Encantado, sou!

 

 

 

 

Poema de Diego Mendes Sousa (Parnaíba, 1989-)

Extraído do livro de poemas CORAÇÃO COSTEIRO (2016)

 

Por: artes