Poeta Diego Mendes Sousa recebe homenagem do Jornal O Piagüí

Diego Mendes Sousa é o escritor analisado e homenageado na nova edição do jornal O Piagüí.

Em longa entrevista a Claucio Ciarlini e a Francisco-Ana Carvalho, o poeta relembra os caminhos que possibilitaram a publicação do seu primeiro livro de poemas, ainda jovenzito, até a teoria de uma poética singular, consolidada em 15 anos de labuta literária.

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, desenho

A Arte de Robson Araujo aprofunda o olhar sobre a imagética da poesia de Diego Mendes Sousa, filho da Parnaíba (PI), nascido em julho de 1989.

Os elementos expostos na caricatura constituem o roteiro literário de uma alma envolta em símbolos, que sabe transcrever os enigmas da criação e da beleza.

O Siri, o Caranguejo (o signo de Câncer), o Farol, o Mar, o Sol, o Tinteiro, a Pena, o Cocar Indígena, a Estrela, os Verdes Olhos da Musa, o Candelabro, as Xananas Amarelas da sua Terra, o Clarão da Existência, a postura elegante diante do Tempo e a Aristocrática diante da Vida, o Pensamento Democrata e Humanístico, a Cadeira da Imortalidade e os Cadernos Manuscritos formam a complexidade de um autêntico poeta, legítimo e soberano em seu reclame de mundo.


A imagem pode conter: texto

A Caricatura sobre o universo de Diego Mendes Sousa é a capa da atual Edição 131 de O Piagüí, um Jornal Cultural, que há onze anos, de maneira mensal e ininterrupta, vem iluminando os seus leitores com muita Literatura e História, a preencher o vazio dos dias desertos.

A presença de capa da poesia de Diego Mendes Sousa no O Piagüí, justifica-se pela força da sua linguagem e por sua labuta permanente pela palavra.

Essa entrevista com Diego Mendes Sousa é o registro de uma carreira de 15 anos, que o poeta comemora neste ano de 2018.

 

Nenhum texto alternativo automático disponível.

 

No anexo, entrevista completa com Diego Mendes Sousa:

AnexoTamanho
entrevista_com_diego_mendes_sousa_-_o_piagui.pdf279.58 KB