Centro Espírita Perseverança no Bem comemora 100 anos de fundação

A programação pelo centenário do Centro Espírita Perseverança no Bem será realizada no domingo, 15 de julho, a partir das 18 horas, com uma Roda de Conversa sobre o livro - A Gênese, quinta obra lançada por Allan Kardec, realizada pelos convidados Adalberto Baquit de Fortaleza e Raul Ventura de Teresina. 

Era inicio do século XX o mundo estava abalado com a primeira grande guerra, no entanto a sensibilidade de homens de visão erudita culminava num momento para ajudar os homens a modificar o modo de pensar e agir nas terras do norte do Piaui.

                   A França já assistia as expressões corajosas e irreverentes de Allan Kardec, desde 1850 com a codificação da Doutrina Espirita e do serviço filantrópico aos menos favorecidos.

                Assim surgiu no dia 16 de julho de 1918 a formação do primeiro grupo espirita desta cidade, composto por Alarico José da Cunha, Gonçalo de Castro Cavalcante, Benedito Carmelitano, Mazulo de Melo, Eduardo Legnoni, Augusto Pessoa, Miguel Moreira, Raimundo Chagas, Manoel Lázaro de Mouzinho, Jose Carlos Lopes lima, José Francisco Dutra, benedito Simão de Santana, Francisco Justiniano Vaz, Antônio D´Almeida Neves, jerônimo José de Melo, João de Moraes Rêgo, Joaquim Alves de Araújo, Saturnino Dutra da Silva, Sandro Escócio, Godofredo Euclides de Miranda, José Aldeno de Melo, Francisco de Moraes Correia e Francisco Ayres.

                 As primeiras reuniões aconteceram em uma residência na Praça da Graça, depois passaram a funcionar por muitos anos em uma sala gentilmente cedida pela loja Maçônica Fraternidade Parnaibana, situada na Rua Conde Deu, numero 561, graças a interseção de alguns obreiros daquela instituição que também eram espiritas.

               Em junho de 1972 com a construção da sua sede própria, as reuniões passaram a acontecer no endereço atual á rua Monsenhor Joaquim Lopes, 549 – Bairro: Do Carmo.

              Esta casa foi reconhecida como instituição de utilidade pública em 15 de abril de 1991, por ato assinado pelo então prefeito municipal Dr. Francisco de Assis Moraes Souza e secretário de Administração: Gil Borges dos Santos e publicado no jornal “ A libertação” de 27 de abril do mesmo ano.

            Reconhecido também pela Lei Estadual 4.438 de 14 de novembro de 1991, assinado pelo então governador do Estado do Piauí em 28 de novembro de 1991.

             Nos primeiros anos de assistência e existência o Centro Espirita Perseverança no bem foi presidido por Alarico José da Cunha sucedido por Mario Barreto dos Reis, Chiquinho enfermeiro, Francisco Santos, Francisco Batista de Brito, João Pedro de Sousa, Luiz Bezerra, Ademar L. R. Ribeiro e atualmente Antônio Rodrigues Ribeiro, junto com todos os trabalhadores da casa, fortalecidos com a certeza de estarem assistidos pelos Mentores Espirituais, na convicção e responsabilidade no trabalho recomendado pelo Mestre Jesus em favor da causa espirita.

             A história do C E Perseverança no bem da cidade Parnaíba se confunde com a história da cidade, dentre algumas a epidemia da “influenza Espanhola”, foi designado uma comissão de senhoras com o nome de “Cruz Beneficente” para acolher e passar aos médiuns da casa para que eles através da mediunidade passassem medicação para os mesmos, outro fato histórico foi a visita da primeira caravana espirita do Brasil passou pela Cidade de Parnaiba e conhecendo o C E Perseverança no Bem fato este que ficou marcado na história do espiritismo no Brasil.       

 

Fonte: ceperseverancanobem.com